Não importa quem seja o vencedor. O rancor continuará deixando Monlevade na contra mão

Foto: Sérgio Braga

Não importa quem vencer as eleições em João Monlevade, porque aqui continuará esta guerra retrógrada entre o verde o vermelho, e vice-versa. E nós continuaremos atrás, por causa do rancor dos políticos e pelo fato de aqui as eleições nunca terminarem após as eleições. Quem perde, continua se achando no direito de atrapalhar o grupo oposto. Para eles, não importa o coletivo, mas sim o próprio umbigo.

Sem duplicação da Usina, sem duplicação da BR-381, sem respeito ao Código de Ética e de Posturas, com o trânsito desorganizado, a cidade suja, construções irregulares, um grupinho atrasado mandando na cidade etc.

O que se salva aqui, no entanto, é o mais importante: o material humano e a mão de obra. Aqui ainda há pessoas que deixam o umbigo de lado para pensar na cidade, no coletivo.

Amém!

About these ads

Uma resposta to “Não importa quem seja o vencedor. O rancor continuará deixando Monlevade na contra mão”

  1. Binho Says:

    Marcelo, o problema é que nenhum grupo reconhece que para se ter um relacionamento duradouro, em prol do desenvolvimento de Monlevade, é necessário ter a certeza de manutenção do respeito pelos oponentes. O processo eleitoral só proporciona uma vantagem temporária, para Monlevade ganhar, precisamos enxergar além das eleições.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 42 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: